Lista de convidados : Dicas para montar a sua

Um dos maiores sofrimentos de um casal é criar a lista de convidados, e geralmente até bem perto do casamento existem nomes entrando e saindo dessa lista sem fim.

Para te ajudar nesse momento criamos uma série de dicas pra te ajudar nessa saga.

Primeira lista de convidados

Inicialmente coloque todos as pessoas que voces tem vontade de convidar.

Depois disso, vão refinando a lista para tirar os excessos.

Tire um daqui, aumente um lá.

Acima de tudo, o mais importante, certamente é que essa lista irá definir o orçamento total bem como o local onde será realizada a cerimônia e a festa.

Já que em conclusão, com o valor por cabeça, vocês irão descobrir o valor total, e com a quantidade de pessoas, irão saber se o local escolhido, comporta seus convidados de forma confortável.

Converse com as famílias

Geralmente os pais, querem fazer uma lista de convidados deles para seu casamento, e isso gera muitos conflitos.

Se antecipe, sente com os pais de vocês, explique além das condições financeiras, o estilo de casamento que vocês pretendem.

Muitas vezes não é só a questão financeira.

Por exemplo, vocês querem algo mais intimista, e um amigo da sua mãe que você não vê desde que tem 5 anos, não cabe dentro do rol de pessoas que você gostaria, ainda que seus pais banquem esse valor.

Enfatizem aos pais que convidar essa pessoa não é só questão de uma cabeça a mais no buffet. Isso interfere na decoração, bem casados, lembrancinhas, chinelos, quantidade de mesas, quantidade de garçons para servir, e uma série de de detalhes.

Alguns casais, estipulam uma “cota familiar” e assim os pais se adequam dentro disso, e vocês evitam discussões desnecessárias, pense nessa dica.

Acima de tudo busquem um diálogo confortável, afinal são vocês e seus pais.

Afinidade e tempo de convivência

Essa pessoa que você pretende convidar, é alguém com quem vocês têm afinidade?

Vocês vêem essa pessoa com frequência?

Nem sempre esse convidado precisa se adequar nesses dois quesitos.

Muitas vezes, vocês se veem pouco, porém, tem muita afinidade e o casamento será uma bela oportunidade de vocês se reverem.

Nessa linha de raciocínio, cabe falar sobre as pessoas que trabalham com vocês, são amigos mesmo ou somente colegas de trabalho?

Cuidado com os agregados e crianças

Ao convidar uma pessoa, pense nos agregados que ela tem.

Esse convidado é casado? Tem filhos? Esses filhos moram junto com eles? Vocês querem convidar toda a família?

Não pense que criança abaixo de tantos anos não paga, se preocupe com isso sim.

Afinal, criança não paga, porém ela senta ( ou o bebê conforto ou a bolsa)  e isso interfere na quantidade de pessoas por mesa, decoração e serviço.

Além disso, não é porque essa pessoa te convidou para o casamento dela que você também precisa convidar para o seu.

A vida dá tantas voltas, e muitas vezes na época em que essa pessoa se casou, o grau de amizade de vocês era diferente.

Resumindo, algumas razões da vida nos distanciam de algumas pessoas, então avalie se essa pessoa ainda faz sentido pra você.

Entoe o mantra: Convidado não convida!

Infelizmente o brasileiro não aprendeu isso muito bem, e seria maravilhoso que aprendesse.

Para tentar amenizar esse problema, colocar os cartões individuais dentro do seu convite, fazem com que o convidado, entenda quantas pessoas daquela família estão “autorizadas” a comparecer na festa.

Talvez esse detalhe te ajude com essa situação.

Outro método importante para que vocês evitem convidados extras, é o serviço de R.S.V.P.

Prazer, R.S.V.P

Você leu o parágrafo acima e está se perguntando…. quem é essa pessoa?

Vamos lá! R.S.V.P é a sigla para Répondez S’il Vous Plaît que em português é “responda por favor”

Aqui na Jullar Assessoria, nós temos duas formas de fazer esse trabalho.

Por exemplo, os anfitriões colocam no seu convite, nosso contato para que o convidado faça a confirmação de presença.

Nosso site: http://jullar.com.br/rsvp/ nosso e-mail e telefones para contato. 

E na segunda fase, nós entramos em contato com o seu convidado. Para confirmar se ele, e os convidados adicionais, informados pelos anfitriões, irão ou não ao evento.

De forma sutil, nós informamos ao convidado, quais são as pessoas daquela família que está sendo esperada para a festa.

Resumindo, a chance dele entender que a festa é paga, projetada e organizada para um número x de convidados e que se ele levar pessoas adicionais, irá interferir de forma negativa em tudo isso, aumenta muito.

Essas dicas foram úteis?

vamos te dar mais uma de bônus!

Antes de começar a estruturar os convites do casamento, confira essa matéria no blog:

Curtiu?

Conta pra gente!

Postado em
Avatar

Juliana Petrillo

Especialista em organização de eventos e cerimonial. Atuante no mercado de eventos desde 2012, focada em eventos sociais.

Deixe um comentário